Viajar e Trabalhar como Modelo Internacional - Saiba Como!
fundo parallax

Como Viajar para Outro País Trabalhando como Modelo

11 de julho de 2018
mitos carreira modelo
6 Mitos Sobre a Carreira de Modelo
5 de julho de 2018
como ser modelo carreira de modelo
Enfrentando os Desafios da Carreira de Modelo
17 de julho de 2018

 
 

Trabalhar como modelo no exterior

 
Esse post foi feito para ajudar você a entender como funciona o processo que normalmente é seguido por modelos que vão trabalhar em outros países.

Esse passo a passo não é, exatamente, uma regra. Mas é o que acontece com maior frequência. Atualmente, as viagens internacionais se tornaram muito mais acessíveis e isso facilita muito o planejamento da viagem.

Então, confira os 3 passos – e mais algumas dicas – fundamentais para quem deseja expandir sua carreira para fora do país.
 
 

1º Passo – Conversar com Sua Agência-Mãe

 
conversa modelo bookers agencia
 
A primeira coisa a se fazer é procurar a sua agência-mãe (ou seja, a sua primeira e principal agência no Brasil) e expor a sua vontade de trabalhar em outros países.

Nesse momento, você precisa perguntar tudo o que você não sabe e tirar todas as suas dúvidas sobre a carreira internacional. Você precisa conhecer suas reais chances de trabalhar em uma agência de outro país.

Além disso, é fundamental que você tenha uma noção real dos investimentos dessa viagem. É interessante você tentar conversar com modelos que já tenham viajado para esse lugar e pedir o feedback a eles. Pergunte quais foram os maiores gastos que tiveram e se, de fato, vale a pena trabalhar lá (em termos de dinheiro). É importante saber como é o mercado da moda nesse país e se o seu perfil é bem aceito.

Enfim, viajar a trabalho para um lugar que você não conhece requer muito cuidado e planejamento. Você precisa estar segura(o) para viajar com tranquilidade e confiança.
 
 

2º Passo – Contato com Agência de outro País

 
contato agencia de modelos
 
Se a sua agência entender que existe mercado para você fora do Brasil, deverá entrar em contato com agências de outros países. Apresentar o seu material e mostrar o seu interesse em viajar a trabalho.

Possivelmente, a agência do outro país solicitará fotos atualizadas e um vídeo seu de apresentação – em inglês – e também um vídeo desfilando e posando para a câmera. Esse material serve para entender se você está igual ao material que foi enviado (book) ou se você está um pouco diferente. Também serve para ver se você consegue se comunicar em outra língua, normalmente o inglês, e também como é o seu acting em frente das câmeras.

Para fazer esse material não é necessário uma super produção. Pode ser feito na sua agência mesmo, com a câmera de um celular. Como falei, o mais importante nessa avaliação será a sua aparência atual e se você possui as características básicas para buscar o seu espaço no mercado internacional.
 
 

3º Passo – Aprovação e Viagem

 
modelo fechar acordo com agencia
 
Certo, primeiros passos feitos. A sua agência-mãe aqui no Brasil mandará seu material para agências de outros países. Pode levar um alguns dias para eles retornarem, mas é importante manter a calma e aguardar.

Quando você receber o feedback, independentemente se agência internacional quiser trabalhar com você ou não, é muito importante que você absorva e compreenda tudo o que for pontuado com relação ao seu perfil. São raras as exceções de modelos que não precisam melhor em nada. Dificilmente alguém está 100% pronto – até porque, a experiência internacional faz toda a diferença no currículo de qualquer modelo.

Se você for convidada(o) para passar uma temporada em outro país, informe-se sobre como é o trabalho daquela agência. Questione sobre o prazo de pagamento dos cachês. Pergunte se a agência disponibiliza lugar para você ficar, se ela oferece alguma ajuda de custo inicial. Lembre-se de perguntar quanto de dinheiro ela aconselha que você leve para sobreviver durante o tempo que estiver lá… enfim, novamente, você deve planejar, colocar os seus gastos na ponta do lápis e ver se é algo que você consegue bancar.

Pode ser que não seja o melhor momento de você embarcar nessa aventura, e isso não quer dizer que você não deva viajar – somente que, talvez, deva esperar um pouco mais.
 
 

Casos à Parte

 
modeltomodel casos a parte
 
Hoje em dia, com o avanço das tecnologias, cada vez mais as pessoas conseguem ter maior autonomia sobre suas escolhas. Com nossos celulares, temos o poder de gestão das nossas vidas na palma das nossas mãos.

E isso implica diretamente na forma como as coisas estão acontecendo e na transformação pela qual muitas carreiras estão passando. Conheço vários modelos que já fecharam parcerias com agências internacionais sem o intermédio de uma agência-mãe aqui no Brasil. Um deles foi pelo Instagram!

Isso acontece pelas facilidades de contato que as redes sociais trouxeram para as nossas vidas. Se você tiver vontade de fazer o processo por conta, hoje é possível! Você precisará ter uma boa gestão e compreensão sobre tudo o que envolve a sua atividade como modelo.

Mas, se você prefere não arriscar e ter alguém na retaguarda te ajudando no processo, segue valendo os passos anteriores. Busque sua agência e “toca ficha”!
 
 

É importante Saber

 
model to model de olho na carreira
 
Todas as despesas de viagem, como hospedagem e alimentação, sairão do seu bolso. Por mais que a agência ajude com algumas despesas iniciais, ou até mesmo todas elas, tudo será descontado no futuro. Conforme você for recebendo os cachês pelos seu trabalhos.

E se você não conseguir trabalhar bem o suficiente? Ou, até mesmo, se não conseguir nenhum trabalho? Bem, você precisará pagar de alguma forma…

Quando eu tive minha primeira experiência internacional na Alemanha, eu fiquei um tanto inquieto e ansioso. Eu havia investido bastante dinheiro na passagem aérea e ainda precisava pagar o lugar onde eu iria ficar hospedado mais toda minha alimentação. Consegui uma boa quantidade de trabalhos – o que deu para pagar esses custos. Mas não foi o suficiente para eu conseguir juntar uma graninha extra, por exemplo.

Me lembro que, naquela oportunidade, eu questionava as bookers sobre a frequência de trabalhos que eu realizava, pois eu achava pouco. Elas me falavam o seguinte: “Everton, você está trabalhando super bem. Essa é sua primeira experiência. Tem muitos modelos que na primeira tentativa não fazem nenhum trabalho, apenas acumulam dívidas”. Então repasso essas palavras a vocês! 😉
 
 

Se Rolar, Rolou

 
modelo fazendo selfie modeltomodel
 
De uma maneira geral as viagens acontecem assim como estou descrevendo.

Existem algumas raríssimas exceções: aqueles modelos começaram ontem e no dia seguinte estão abrindo desfiles da Versace na semana de moda de milão. Se esse for o seu caso, acho que esse post não é para você… Mas, se não for, continue a leitura.

Uma viagem internacional é um espécie de investimento que poderá te trazer excelentes retornos. Mas isso também pode não acontecer!

De qualquer forma, o simples fato de você ter essa experiência faz com que você seja visto de forma diferente quando volta ao Brasil. Você passa a fazer parte do grupo de modelos internacionais, e isso pode te ajudar bastante. Você tem mais chances de conseguir mais e melhores trabalhos por aqui.

Então, avalie muito bem as suas reais chances de ter essa experiência. Se você tiver condições financeiras, sugiro que abrace as oportunidades e aproveite a experiência. Afinal, não é todo mundo que pode viajar trabalhando e conhecendo lugares incríveis pelo mundo!

E se você não tiver condições, planeje melhor, faça uma poupança e só viaje quando estiver com tudo certo, despesas garantidas, lugar para ficar e falando, pelo menos, o básico de inglês.

Espero que você tenha gostado e que eu tenha conseguido esclarecer um pouco mais os mistérios que envolvem essa tão sonhada carreira de modelo 😉

Um abração e até mais!
 
 
aplicativos para modelos

Everton Henke
Everton Henke
Olá, meu nome é Everton Henke, sou o idealizador do projeto Model To Model. Juntamente com outros modelos e profissionais da moda, percebemos que hoje, na internet, as informações sobre essa profissão são muito superficiais e carentes de conteúdo. Nossa missão é transmitir para vocês conhecimento sobre uma das áreas mais desejadas na atualidade. A Model To Model surge com um formato de comunicação simples e objetivo, como se fosse uma conversa de modelo para modelo.

2 Comentários

  1. Igor lopes disse:

    Como faço pra entrar na agência

    • Everton Henke disse:

      Boa noite, Igor!

      Nós não somos uma agência de modelos. Somo modelos apenas tentando ajudar outros modelos.

      Esperamos que esteja gostando do conteúdo 🙂

      Abração

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *