Trabalhar e Ser Modelo - Como Conciliar Profissões?
fundo parallax

Trabalhar e Ser Modelo – Como Conciliar Profissões?

6 de junho de 2018
descobridor de modelos model to model
Descobridor de Modelos – Tenha Muito Cuidado!
30 de maio de 2018
dificuldades da carreira de modelo
Os 4 Principais Motivos que Fazem os Modelos Desistirem da Carreira
13 de junho de 2018

 

Trabalhar e Ser Modelo

trabalhar e ser modelo
 
Ser modelo e ter um outro trabalho é algo complicado – mas quase sempre necessário. Antes de iniciar, precisamos esclarecer a forma como colocamos essa frase “trabalhar e ser modelo”. A final de contas, ser modelo é uma profissão!

O problema é que o trabalho de modelo nem sempre paga as contas. Então precisamos saber conciliar os jobs com uma ocupação mais “estável”. E é exatamente sobre isso que iremos falar nesse post. Vem comigo!

 

Preciso Pagar os Boletos

como trabalhar e ser modelo
 
Muitos jovens, quando saem das casas de seus pais em busca do sonho de ser modelo, se deparam com a realidade da vida e com as durezas da carreira.

Todo o início do mês, as contas chegam em suas portas… mas os Jobs, não possuem a mesma regularidade e muito menos frequência. Quer queira quer não, as contas estarão ali, no mesmo dia de cada mês. Já os jobs? Estes são beeem mais incertos.

Para muitos, é nesse momento que começam a ocorrer preocupações e frustrações. E uma saída é arranjar um emprego fixo.

Existem muitas formas de conseguir incrementar a renda – como, por exemplo, trabalhando como garçonete temporária em algum restaurante.

Existem muitas possibilidades e você precisará mensurar e analisar aquilo que está disposto a encarar sem deixar de batalhar pelo seu sonho.

 

Uma Necessidade

trabalhar como modelo
 
Não… trabalhar em dois, ou até mesmo três lugares não é nada fácil! Não é algo que todos buscam como ideal profissional.

Quando isso acontece, é por causa da necessidade. Em um post passado, comentamos sobre quanto que um modelo ganha. Aquele post nos permitiu ter uma ideia de que, no geral, o que se ganha nessa profissão não é o suficiente para arcar com todas as despesas.

É nesse momento que surge a necessidade de buscar meios alternativos para sobreviver e pagar as contas. O desafio é conciliar!

A disponibilidade que a carreira de modelo exige para que possamos comparecer a castings está diretamente associada ao quanto você conseguirá trabalhar como tal.

Ou seja: se você possui outras atividades, profissionais ou acadêmicas, que não permitem que você consiga ir aos testes e a às provas de roupa, certamente você trabalhará muito menos.

Vou falar aqui sobre alguns cenários que podem ocorrer e formas de lidar com cada um. Essas dicas são baseadas em experiências de diferentes modelos e espero que possam te ajudar!

 

Comecei a Trabalhar como Modelo, Mas não Ganho o Suficiente

trabalhar em mais de uma profissão model to model
 
Se você começou sua vida profissional tentando ser modelo logo de cara, pode ser que tenha percebido que a carreira é muito mais difícil, concorrida e complicada do que você esperava.

Deve ter percebido que o glamour se resume àquilo que aparece nas revistas e no que a mídia expõe. Que para conquistar o seu momento de estrela, precisa batalhar 99% do tempo e ter 1% de destaque. Já percebeu que não basta ser bonita(o), o profissionalismo precisa vir junto.

 

Trabalho Temporário

Se você precisa arrumar uma segunda atividade profissional, existem trabalhos temporários, que se encaixam muito bem nas atividades de quem possui mais de um emprego. Isso porque você não cria vínculo empregatício e consegue se organizar melhor com horários e demais compromissos.
 
Além disso, se você conseguir algo que tenha horários flexíveis, melhor. Com esse dinheiro, você conseguirá pagar as contas – e os cachês dos trabalhos de modelo, serão seu lucro!

 

Trabalho fixo

Talvez você prefira e consiga um trabalho fixo, com carteira assinada e tudo mais a que tem direito. Porém, desta forma, você tem pelo menos 8 horas diárias a cumprir. Talvez não seja a melhor opção para quem precisa comparecer a testes e se ausentar para jobs.

Nesse caso, eu lhe aconselho buscar algum trabalho que tenha uma flexibilidade maior. Uma empresa que esteja muito mais preocupada com aquilo que você produz enquanto estiver trabalhando, do que de fato com as horas que você passa sentado na cadeira.

Mesmo que a empresa não tenha essa cultura, é válido, antes que você seja contratado, conversar com o recrutador e expôr a sua segunda atividade profissional. Pergunte como a empresa encararia eventuais saídas busque algum tipo de acordo. Enfim, acredito que o diálogo é sempre importante e é sempre a melhor alternativa.

 

Comecei Trabalhando de Forma Tradicional e Virei Modelo

ser modelo e trabalhar
 
Bom, se você, assim como eu, começou trabalhando de forma tradicional e precisou/precisa conciliar duas profissões, talvez a sua missão seja um pouco mais difícil.

Muitas pessoas perguntam: como é possível trabalhar como modelo mesmo estando em uma profissão com carteira assinada e horários fixos? E, talvez o mais delicado: como ir a testes, que muitas vezes demoram mais de CINCO HORAS, e não ter problemas com o outro emprego? Como viabilizar isso?
 
É uma dura e difícil realidade. Mas existem algumas formas de viabilizar tudo isso.
 

Vamos a elas:

 

  • Conversa: Tente conversar com seu gestor ou responsável sobre eventuais saídas e folgas. Tente discutir de forma amigável, qual a possibilidade e frequência tolerável pela empresa;
  •  

  • Compensação: Negocie a compensação de horas, trabalhando mais ou em horários alternativos;
  •  

  • Flexibilidade: Sei que muitos empregos não possuem flexibilidade para negociar dispensas ou folgas.  Nessa situação, apresente ao seu gestor a importância de realizar esses trabalhos extras. Que aquele dinheiro complementar é essencial para você, pois de fato é! Proponha a possibilidade de dispensa quando o trabalho for através de direct, ou seja, escolhido diretamente, sem um teste preliminar;
  •  

  • Crédito: Se a empresa que você trabalha permitir essa flexibilidade de horários, procure se superar e antecipar atividades da sua função além do horário normal de trabalho e que isso se converta em banco de horas. Desta forma, fica muito mais fácil você negociar a dispensa para Jobs futuros;
  •  

  • Excelência: Seja um excelente profissional e tenha credibilidade com seus superiores. Desta forma, as negociações serão muito mais favoráveis e você terá muito mais chances e liberdade para conciliar as duas carreiras. Provavelmente ainda seja incentivado, pois mostra que você não é uma pessoa acomodada, mas sim, que está buscando prosperidade profissional e financeira;
  •  

    Muitas destas formas de conseguir conciliar mais de uma carreira profissional, eu mesmo já apliquei. No meu emprego anterior, eu conseguia negociar e compensar horas. Eu posso até afirmar que, praticamente, aplicava todas essas formas de negociação ou atitude profissional que descrevi. Eu era pontual, centrado, cumpria com minhas atividades de forma exemplar, mantinha um diálogo franco em aberto com meu gestor com relação a importância do dinheiro extra em meu orçamento.

     

    Quem quer dá um jeito, quem não quer arranja Desculpa!

    modelo trabalho escalada
     
    Apesar de forte, a frase “quem quer dá um jeito, quem não quer arranja desculpa” tem suas verdades. Precisamos sempre buscar alternativas ou então criá-las. Nunca existirá um cenário perfeito, onde teremos o privilégio de fazer tudo como deveria ser ou como gostaríamos que fosse feito.

    O segredo é direcionarmos nossos esforços em um objetivo e pensar em como caminhar até atingir ele. Caso você não consiga conciliar os dois trabalhos, talvez seja a oportunidade de você rever sua situação atual e considerar procurar outro emprego que você consiga encaixar com sua carreira de modelo.

    Se você tiver um emprego no qual pretende trilhar sua carreira profissional, em uma área específica, em paralelo com a carreira de modelo, mas não está conseguindo conciliar, procure outros lugares do mesmo segmento, mas que tenham uma cultura empresarial diferente e maior flexibilidade.

    Espero que tenhamos conseguido te ajudar um pouco mais nessa sua batalha diária.

    De qualquer forma, por favor, não deixe de comentar! Todos os feedbacks são extremamente importantes para a construção da iniciativa Model To Model.

    É com a sua colaboração que poderemos desenvolver os melhores conteúdos para te ajudar!

    Voltaremos a nos falar, daquele jeito que vocês já conhecem: informal e real. Uma conversa “De Modelo Para Modelo.

    Abraços 😉  

    Everton Henke
    Everton Henke
    Olá, meu nome é Everton Henke, sou o idealizador do projeto Model To Model. Juntamente com outros modelos e profissionais da moda, percebemos que hoje, na internet, as informações sobre essa profissão são muito superficiais e carentes de conteúdo. Nossa missão é transmitir para vocês conhecimento sobre uma das áreas mais desejadas na atualidade. A Model To Model surge com um formato de comunicação simples e objetivo, como se fosse uma conversa de modelo para modelo.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *