Carreira de Modelo: Será que a Atitude é a “Chave do Sucesso”?
fundo parallax

Atitude de Modelo e a “Chave do Sucesso”

28 de março de 2018
carreira de modelo
Carreira de Modelo – Quanto Ganha um Modelo?
21 de março de 2018
Carreira de Modelo e a Família
Carreira de Modelo e a Família: Como Lidar?
4 de abril de 2018
 

“O Segredo do Sucesso”

Muita se tem falado sobre “o segredo do sucesso”. É só ir a uma livraria e você encontrará uma infinita variedade de livros de auto-ajuda falando sobre “as chaves do sucesso pessoal e profissional”, sobre “o grande segredo da vida” e uma série de resoluções que prometem fazer de você uma nova pessoa.

Basta você ler o livro que descobrirá o caminho milagroso da prosperidade e felicidade. Mas afinal, existe um segredo para o sucesso? Existe uma receita mágica, um passo-a-passo padrão que, se você seguir rigorosamente, estará com a vida inteira resolvida?

Não acredito em receitas prontas para o sucesso. Acredito em características e atitudes que podem nos ajudar a alcançar nossos objetivos. Acredito em comportamentos e pensamentos que nos levam a tomar atitudes necessárias para construir um caminho – árduo – até a vida que almejamos.

Eu acredito em trabalho duro, em dedicação, em profissionalismo e em persistência. Acredito em baixar a cabeça e estudar, em levantar sempre que cair, em confiar no próprio potencial. Acredito que nada vem de graça e que as “chaves do sucesso” somos nós que criamos.

É isso que vou te ajudar a desmistificar neste post. Vem comigo!

 

A Atitude como Diferencial

carreira-de-modelo-quanto-ganha-um-modelo-model-to-model
 

Hoje vivemos um momento da diversidade e da liberdade, de ser aquilo que queremos, como queremos, com quem queremos e onde quisermos. E isso é refletido na moda, nas campanhas publicitárias e nos comerciais. Afinal, as marcas precisam vender aquilo que as pessoas desejam consumir.

Com isso muito mais pessoas têm oportunidade de trabalhar como modelo, e os perfis são os mais distintos possíveis.

Antes, existia a procura de uma beleza fora da curva e com atitude diferenciada. Esse eram os ingredientes do sucesso. Hoje não mais!

Cada vez mais modelos com belezas exóticas e às vezes até criticadas por muitos conquistam sucesso na carreira, como é o exemplo da modelo Winnie Harlow, revelada no concurso America’s Next Top Model, que boa parte da vida enfrentou bullying por ter vitiligo.

A grande questão é que, se teve algo que gerou destaque a modelo Winnie Harlow, foi sua atitude quanto a sua doença, quanto ao bullying e quanto aos padrões de beleza. Foi sua imposição e certeza de seu objetivo que a levaram ao merecido sucesso.

Podemos dizer que uma das grandes “chaves” do sucesso é aceitar suas diferenças e peculiaridades, e mais do que isso, é usá-las como seu diferencial. Tornar seus “defeitos” em qualidades, usá-los a seu favor!

 

O Profissionalismo

model to model atitude-de-modelo-model-to-model
 

De nada adianta um(a) modelo ser lindo(a) se não tiver atitude e comportamento profissional. Dificilmente um estilista vai querer trabalhar com alguém que chega atrasado em um go see, ou que reclama da roupa, da maquiagem, do cabelo.

Dificilmente alguém vai chamar um(a) modelo que tem uma atitude negativa e que não cumpre com os horários. Pessoas invejosas e maliciosas não tem espaço.

Preste atenção em como você se porta dentro e fora do set. Mantenha uma atitude profissional em todo momento e não faça para os outros nada que não gostaria que fizessem com você. Tudo o que vai volta – e, acredite, no mundo da moda, volta muito pior.

Sabemos de casos de modelos que sabotam outros colegas, que querem passar por cima dos outros para “se dar bem”. Existem modelos dispostas(os) a fazer coisas antiéticas para levar vantagem em algum momento. Alguns aceitam propostas indecentes pensando que isso encurtará o caminho para seus objetivos. Lembre-se: todos conseguem reconhecer bem quem são estes modelos e dificilmente estas pessoas vão chegar a algum lugar.

 

A Persistência

atitude-de-modelo-carreira de modelo
 

Pode pesquisar, modelos como Gisele Bündchen, Adriana Lima, Alessandra Ambrósio e outras que hoje são verdadeirasTop Models” têm muitas coisas em comum. Uma delas é a persistência.

Você sabia que Gisele sofria bullying na infância, pré-adolescência e adolescência? Seus colegas na escola debochavam de sua altura, de seu nariz “muito grande”, de sua magreza extrema, de seus dentes grandes, de seu andar desajeitado. Seus apelidos eram “Olívia Palito”, “palito de dente” e “taquara”. Você sabia que o primeiro beijo de Gisele foi uma aposta e motivo de piada?

Segundo a Top, quando morava em Nova Iorque Gisele foi rejeitada 42 vezes antes de conseguir um trabalho que lhe deu grande visibilidade, um desfile para Alexander McQueen. Alguns meses depois ela conquistou sua primeira capa, estampando a primeira página da Vogue Britânica.

 

E Perseverança

 

Agora eu pergunto: e se ela tivesse desistido? E se ela tivesse se deixado abalar por todos os apelidos maldosos, todas as vezes que foi debochada, todos os “nãos” que recebeu, todas as vezes em que se sentiu derrotada?

Talvez ela não teria começado a carreira de modelo, talvez tivesse ido embora de Nova Iorque. É possível que não tivesse conseguido o desfile que a lançou e, muito menos, teria estampado a capa da Vogue. Simplesmente, não teria conseguido ser a modelo mais bem paga do mundo.

Mas ao invés disso ela continuou. Acreditou em si mesma, engoliu todos os sapos, levantou todas as vezes e mostrou para todos que duvidaram dela do que era capaz. Uma matéria do jornal El País, narra um momento muito importante na vida da modelo:


“Após ser descoberta em um shopping, Bündchen partiu do Rio Grande do Sul para São Paulo. Lá morou com outras modelos jovens, entre as quais se sentia ‘estranha’ por ser ‘mais alta e madura que o resto’. Nessa época, precisou lutar contra as críticas constantes ao seu porte físico. Para isso, pediu ajuda ao pai, que respondeu: ‘Da próxima vez você diz: – Tenho um nariz grande que vem com uma grande personalidade’. Aquilo a fez reagir. ‘Naquele momento, senti que se continuasse me esforçando e dando o melhor de mim tudo sairia bem.’”


 

Depende de Você

modelo pose foto model to model
 

Estas são algumas características fundamentais para você alcançar aquilo que deseja. Como disse no início, não existe fórmula mágica para o sucesso. O que existe são algumas atitudes fundamentais que irão fazer você ir mais longe e chegar onde ninguém imaginava que seria possível.

E eu considero ingredientes fundamentais do sucesso na carreira de modelo a atitude, a resiliência e o objetivo bem definido. Esses, sem dúvidas, são alguns fatores necessários para quem busca realização profissional não só na carreira de modelo, mas em toda e qualquer atividade.

Por favor, não deixe de comentar. Sua opinião é muito importante e permitirá evoluirmos juntos.

Espero que tenham gostado do post, porque aqui procuramos criar um papo franco e direto, com transparência e sinceridade, um papo de Modelo para Modelo.

É isso ai pessoal, um forte abraço e até breve!

😉

Luiza Reck Ortigara
Luiza Reck Ortigara
Copywriter e produtora audiovisual na Model to Model. Ingressei na carreira de modelo há quase 2 anos, meio por acaso. Tenho pouca experiência como modelo profissional, mas já posso dizer que admiro muito esta profissão!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *